Dia da infância: Liberdade e limites

Olá eu sou o Bicho Papão e estou muito feliz, pois hoje é um dia especial, eu o considero assim porque nos traz a oportunidade de refletir. Muitos não sabem, mas 24 de Agosto é comemorado o Dia da Infância. E para falar sobre o assunto eu conversei com o Historiador e Diretor da Biblioteca Infantil de Sorocaba, José Rubens Incao. Fiz algumas perguntas a ele sobre a importância dessa data. Está curioso? Então não perca porque tem muita informação boa nesse bate-papo.

Bicho Papão – José Rubens o que seria uma infância ideal na sua opinião?
José Rubens -A infância ideal é aquela em que a criança é acolhida desde a sua gestação e continua, a cada dia, cercada de carinho, atenção, descobertas e possibilidades. Que ela tenha o seu espaço enquanto ser que já é e, também, enquanto ser em formação que merece, como todos nós, carinho, respeito, educação e que este mundo seja-lhe apresentando em sua plenitude, com tudo de bom e maravilhoso que existe e, também, o lado das infinitas coisas que precisam (e podem) ser melhoradas.

Bicho Papão – Qual a importância na sua opinião de uma criança ter uma infância sem obrigações. Do tipo ajudar os pais a cuidar dos irmãos, ajudar a sustentar a família, entre outros. Ou melhor o que isso prejudica na formação de um ser humano?
José Rubens – Acredito que deve ser incutida na criança, desde a mais tenra idade, noções de respeito, cooperação e ajuda, sem que isto, de forma alguma se transforme em obrigação. O sentimento de pertencimento à uma família, rua, bairro, comunidade e mundo pode ser exercitado através da solidariedade, do respeito, do auxiliar, espontaneamente, delicadamente, com simples gestos (e exemplos) de arrumar a cama, os brinquedos, contribuir, enfim para que o lar em que ela reside, possa ficar mais bonito (e já é) com a sua colaboração. Sem obrigação e regras impostas.

Bicho Papão – O que tem para ser comemorado nesta data?
José Rubens – Tudo. A existência das crianças é de encher de música nossos dias e nossas vidas. A possibilidade que cada um tem e pode de contribuir para a plenitude dessa infância, iluminando-a com carinho, respeito e amor. Se acreditamos no futuro melhor, devemos construí-lo agora, combatendo e não compactuado com qualquer forma de violência, desrespeito e desamor à infância e a qualquer ser humano que, como nós, merece respeito e direito à uma vida plena.

Bicho Papão – Com relação ao mundo digital sabendo que o senhor está a frente de uma biblioteca infantil. O senhor acredita que as bibliotecas irão acabar por causa da era digital?
José Rubens – Vejo a era digital como excelente ferramenta de nossos dias ao aproximar, disponibilizar não apenas informações, mas relações. E uso o termo ferramenta, pois é isso que para mim representa. Pode, sim se mal utilizada, transformar-se em arma danosa de propagação de violência, desde a mais escabrosa à mais sútil, que ainda aceitamos, que ainda toleramos, mas é violência mascarada.
Quanto ao fim das bibliotecas, acredito no fim das bibliotecas, escolas, entidades e até lares onde o acolhimento, as relações pessoais de respeito e felicidade não são exercitadas e, portanto, definharam. Aquelas bibliotecas onde cada usuário é acolhido com carinho, respeito, entusiasmo, não correrão este risco.
A era digital, enquanto poderosa ferramenta surgiu para auxiliar, como vem acontecendo não só às bibliotecas, mas também em nossa vida.

Bicho Papão – Quais os malefícios da era digital para as crianças de hoje, que desde pequenas já sabem mexer nos tablets e celulares?
José Rubens – Não concebo hoje uma criança apartada dos recursos da era digital, mesmo com toda boa intenção de protegê-la de possíveis (e existem) riscos.
Cabe aos pais e responsáveis por esta criança de orientar, mediar, ensinar e alertar sobre o como, quando e onde utilizar os recursos oferecidos. Assim como a vida fora dos limites dos lares e escolas. Tendo um bom lastro de orientação, sem moralismos, mas realista e acolhedor, essa criança poderá navegar em segurança, não só pela internet, mas pela vida afora.
Ufa! Que bate-papo cheio de conhecimento e reflexão. E você que ficou interessado em saber mais sobre a Biblioteca Infantil Municipal de Sorocaba ela está localizada na Rua da Penha, 673 Centro. Lá acontecem muitos eventos legais para a criançada, fiquem ligados na programação. Mais informações pelo telefone 15 3231-5723.

 

 

Agradecimento ao José Rubens Incao pela prontidão em nos atender.

Lojas Bicho Papão
Lojas Bicho Papão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *