Cuidados com o bebê no verão

Os dias ensolarados são perfeitos para passear com o bebê. Em algumas regiões do Brasil, o sol está presente o ano todo, por isso todo o cuidado é pouco para tirar do astro rei o que ele tem de melhor. Na hora dos passeios de carrinho, prefira os horários mais frescos, antes das 10h00 ou após 16h00, para proteger o bebê dos efeitos nocivos do sol. E mesmo se estiver nublado, fique de olho, o mormaço pode queimar a pele.

 

Quando for escolher o carrinho do bebê, saiba que já existem no mercado carrinhos de tecidos com proteção solar. Essa barreira física vai ajudar e muito a proteger o bebê quando estiver ao ar livre. Lembrando sempre de respeitar o tempo e horários em que o sol está menos intenso e, nos bebês acima de 6 meses, usar o filtro solar.

 

 

Praia e piscina: a partir de que idade?

A partir dos quatro meses é possível levar os bebês à piscina e em horários alternativos (antes das 10h00 ou após 16h00, para protegê-lo dos efeitos nocivos do sol). Opte por piscinas aquecidas para que o bebê se acostume com a água morna. Como eles ainda não podem usar o protetor solar, esses passeios devem durar alguns minutos somente. Encarar a água do mar só é recomendado após 12 meses, vale a mesma dica de horários alternativos e não se esqueça do protetor solar.

 

Quando o protetor solar deve ser usado?

Como a pele do bebê é mais fina do que dos adultos e o espaço entre suas células é maior, facilitando a absorção de substâncias e perda de água com mais facilidade, o protetor solar deve ser usado após os seis meses somente. Assim evita-se irritações, alergias e até intoxicações. Os produtos indicados são aqueles feitos especialmente para bebês e crianças e que não contenham corantes ou odores fortes. Opte pelos dermatologicamente testados e por aqueles com proteção UVA e UVB.

 

Além do protetor, quais outros cuidados com os bebês?

Só leve o bebê ao sol antes das 10h00 ou depois das 16h00. Além do protetor solar, é importante pensar nas barreiras físicas para proteger os pequenos, como guarda-sol, chapéu/boné e camisetas. Já existem peças de moda praia com fator de proteção solar, uma ajuda extra para que o bebê esteja protegido e os pais mais tranquilos. Também é importante oferecer líquidos com frequência para evitar que a criança sofra desidratação.

 

 

Por que os bebês devem tomar sol?

O sol em horário específico é importante para que uma substância conhecida como colecalciferol, que está adormecida na pele, ganhe forma ativa e se transforme em vitamina D no organismo. Alguns minutos por dia são fundamentais, afinal a vitamina D é importante para formação e desenvolvimento de ossos e dentes.

 

Devo me preocupar com o contato com a areia?

Infelizmente, sim. Embora cães e gatos sejam proibidos em praias, não há fiscalização suficiente e os dejetos desses animais podem trazer doenças de pele. Além disso, crianças pequenas têm o costume de levar tudo à boca.

 

Como evitar frieiras, micoses e outras doenças de pele?

Ao circular por vestiários, áreas de lazer na piscina ou mesmo na praia, a criança deve estar sempre calçada. Isso vale até na hora do banho. Também não compartilhe toalhas ou calçados para evitar contaminações. Na hora de enxugar os pequenos, preste atenção nas dobrinhas, região entre os dedos das mãos e dos pés devem ficar bem secos.

 

 

Como prevenir as assaduras que aumentam no verão?

As assaduras provocadas pelas fraldas pioram no verão. Isso acontece porque as crianças transpiram, o local da fralda já é mais úmido, e como os pequenos se movimentam, gerando fricção, as irritações na pele são quase inevitáveis. Além de trocar a fralda com frequência, várias vezes ao dia, os pediatras aconselham deixar as crianças sem elas durante os dias mais quentes para arejar o corpo. Também é importante evitar o uso de lenços umedecidos.

Lojas Bicho Papão
Lojas Bicho Papão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *